Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

estrategiaeexcelencia

estrategiaeexcelencia

29.Ago.10

O BARULHO TORNA A REAÇÃO MAIS LENTA!

"Quanto mais alto o barulho, mais devagar você reage", diz o jornal The Toronto Star. Estes são os resultados de um estudo realizado na Universidade Memorial, de Terra Nova, Canadá, pelo pesquisador Duane Button, com pessoas que realizaram atividades fisicas e mentais enquanto ouviam barulhos de diversos níveis. Ele descobriu que o barulho em ambiente de escritório, de 53 decibéis, aumentou o tempo de reação da pessoa em 5%, ao passo que o barulho industrial de 95 decibéis aumentou esse tempo em 10%. Embora as diferenças no tempo de reação sejam contadas em simples frações de segundo, o estudo mostra que "essas frações fazem grande diferença quando a pessoa está dirigindo". Até mesmo demorar 30 milésimos de segundo para reagir, diz Button, pode ser um fator significativo em acontecer ou não um acidente!
29.Ago.10

MENSAGENS NO CELULAR ATRAPALHAM O SONO!!!

"Mensagens no celular (telemóveis) atrapalham o sono dos jovens", relata o boletim informativo sobre saúde Apotheken Umschau, da Alemanha. Durante um estudo dirigido pela Universidade de Leuven, Bélgica, perguntou-se a 2500 jovens, de 13 a 16 anos, com que frequência eram acordados por mensagens em seus telefones e seu grau de cansaço em diferentes horas do dia. Dez por cento deles relataram que pelo menos uma vez por semana eram acordados por mensagens e 3% tinham o sono interrompido dessa maneira toda noite. Segundo um dos pesquisadores, as "descobertas indicam que talvez os telefones celulares estejam tendo um impacto muito grande na qualidade do sono de um número cada vez maior de adolescentes." O boletim recomenda: "Os pais devem certificar-se de que o telefone celular de seus filhos seja desligado à noite." (Fonte: Revista Despertai)

29.Ago.10

CONTINUANDO COM A ORIGEM DAS COISAS...

Sabem como se originou a famosa Jacuzzi?
A Jacuzzi foi fundada no inicio do século XX por 7 irmãos, imigrantes italianos que se instalaram nos Estados Unidos. A empresa era bem sucedida fabricando hélices de avião e bombas de irrigação para agricultura. Em 1956, uma pessoa da família precisou de um tratamento de hidroterapia. Os engenheiros da Jacuzzi adaptaram uma dessas bombas para ser usada numa banheira. E Roy Jacuzzi viu aí um bom negócio e colocou as banheiras de hidromassagem no mercado em 1968.