Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

estrategiaeexcelencia

estrategiaeexcelencia

27.Mar.15

DIA MUNDIAL DO TEATRO.....

a1773ad0ddf189b6fecf9460300fb93d.jpg

O Dia Mundial do Teatro celebra-se anualmente a 27 de março. Para comemorar a data decorrem neste dia vários espetáculos teatrais gratuitos ou com bilhetes mais baratos e são relembrados alguns dos artistas e obras mais importantes da história do teatro. O objetivo da data é promover a arte do teatro junto da pessoas.

O teatro é uma arte milenar e funciona como meio de divulgação da cultura de diferentes povos. Desde a antiguidade, o homem usou o teatro como forma de expressão.

Existem vários géneros teatrais como a comédia, o drama, a farsa, a tragédia, a tragicomédia, o melodrama, a revista e o teatro infantil, entre outros.

Origem da Data

A data foi criada em 1961 pelo Instituto Internacional do Teatro. No Dia Mundial do Teatro, várias organizações culturais apresentam espetáculos teatrais para comemorar o dia, permitindo o acesso gratuito aos mesmos.

Teatro em Portugal

Gil Vicente, autor de diversas obras teatrais, é um dos nomes mais conhecidos do teatro português. Embora Gil Vicente seja considerado o pai do teatro português, existem inúmeros registos de manifestações desta arte muito anteriores ao teatro vicentino, classificadas essencialmente em dois grandes grupos: o teatro religioso e o teatro profano. (Fonte: http://www.calendarr.com)

26.Mar.15

NUNCA JULGUE PELAS APARÊNCIAS!!!!

Incrível, no meio de uma manifestação em plena Avenida Paulista (no coração de São Paulo, Brasil) quem olha para este cidadão, pensa que ele é um NADA, talvez um mendigo, um "lixo" (no ponto de vista de alguns) mas vejam só, este cidadão verdadeiramente brasileiro, disse toda a verdade que todos precisam ouvir....Pensa que isso foi um tapa na cara dos governantes brasileiros??? Não!!!!!!! Foi uma lição para os cidadãos, para os ELEITORES, pois são os estes que escolhem os seus representantes!!!!! Vejam o vídeo.....

Não me "meto" em política, nem tampouco quero dar opinião a favor deste ou daquele...LONGE DISSO! O objetivo deste post é para mostrar que uma pessoa que a princípio não tem "nada a oferecer", é mais culta do que muita gente que o julga sem sê-lo......e tenho dito!

25.Mar.15

QUE TAL DESPEDIR O PATRÃO?

trabajador-patea.jpg3 MOTIVOS PARA "DESPEDIR O PATRÃO"

É comum falar-se no despedimento de funcionários. Mas porque não inverter os papeis e optar por “despedir o patrão”? 

Se achava que íamos sugerir que tomasse medidas contra o seu patrão enganou-se. A expressão é, obviamente, uma metáfora, mas serve para ilustrar o tema que aqui nos traz hoje: a demissão de profissionais devido a relações difíceis com as chefias/entidades patronais. O que queremos dizer na verdade é algo do género “não se demita, despeça antes o seu patrão”. 

As razões 

Lidar com chefes difíceis não é fácil. Isso, todos sabem. Que todos pretendem impressionar as chefias, Idem, aspas. O problema é quando não se consegue impressionar e muito menos lidar com as relações mais complicadas. Nessa altura é chegada a hora de tomar uma decisão: a sua saída. Ou melhor, está na hora de “despedir o patrão” e procurar outras oportunidades. 

Os números não mentem. Ter um mau patrão ou dificuldade em relacionar-se com as suas chefias é uma das principais razões que levam muitos profissionais a demitir-se dos seus empregos. Mas é preciso mais do que um “arrufo” entre si e as suas chefias para tomar essa decisão. 

No entanto, há vários motivos para dar esse passo e “despedir o seu patrão”. Veja alguns exemplos.

1. Promessas falhadas 

Dedica-se a 100% à empresa e espera ter retorno por esse esforço, seja um aumento ou uma promoção. É natural que assim seja. O problema é que apesar dessas “recompensas” lhe serem constantemente prometidas, não passam disso, promessas. Se é esse o caso, então o melhor é “tomar as rédeas” da situação e das duas umas: ou as promessas se efetivam (ter garantias por escrito seria uma mais-valia a seu favor) ou então procure uma oportunidade onde possa ter possibilidade e evoluir em termos salariais e profissionais.

2. Falta de reconhecimento e valorização do seu trabalho 

Se está a dar o seu melhor e até contribui para os bons resultados da empresa, seria de esperar que lhe dessem o devido crédito pelo seu trabalho. Se o seu chefe se limita a ficar com os “louros” pelo seu trabalho, então o melhor é deixá-lo e partir em busca de algo melhor.

3. Não lideram nem orientam 

Seria de esperar que alguém numa posição de chefia fosse capaz de dar orientações ou de liderar uma equipe, mas nem sempre é assim. Há uma diferença (grande) entre chefiar e liderar. E parte dessa dificuldade assenta da comunicação efetiva do trabalho e nas relações estabelecidas ou de envolver a equipe nos processos de decisão por exemplo. 

A hora certa 

A hora certa para “despedir o patrão” depende de vários fatores. Os principais: a sua motivação (ou a falta dela), o nível de saturação em que se encontra ou a sua produtividade. Por isso, pergunte-se a sim mesmo: devo demitir-me ou não? Ninguém melhor do que você mesmo para analisar a sua situação profissional e tomar a decisão mais acertada. 

Mas agora já sabe, quando decidir mudar o rumo da sua carreira, não se demita, “despeça o seu patrão”. (Fonte: www.e-konomista.pt)

Obviamente que, estamos tratando aqui de PROFISSONAIS de verdade! Daqueles que REALMENTE vestem a camisa e vão a luta, não estamos nos referindo aqueles que se acomodam, que ficam na sua "zona de conforto" e não fazem nada para mudar, para aprimorar e para ser um funcionário exemplar e produtivo! Tenho a absoluta certeza que, quem ler este post e se enquadrar no que eu disse acima, é porque se trata de um VERDADEIRO PROFISSIONAL!