Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

estrategiaeexcelencia

estrategiaeexcelencia

ENTÃO É HOJE....O ÚLTIMO DIA DO ANO......

2015.jpgComemorações a parte, aliás, esta é uma data que gosto de estar quietinho e refletir em tudo o que se passou e me preparar para o que virá....

Muita coisa aconteceu nas nossas vidas e no mundo em geral neste ano de 2015 que acaba hoje....coisas ruins, coisas péssimas, coisas mesmo terríveis mas não podemos esquecer jamas também das coisas boas que nos aconteceram, senão, seríamos muito injustos. É verdade que nem sempre as coisas acontecem como queremos e é bem verdade que somos os RESPONSÁVEIS por muitas coisas que nos sucedem e por isso mesmo, colhemos alguns frutos que plantamos (BONS OU RUINS)....mas enfim, encerra-se um ciclo e inicia-se outro novo ciclo....

O que espero não só para mim, mas para todas as pessoas que conheço e que seguem este simples blog, é que o próximo ano seja significativo em nossas vidas e que nosso bom Deus nos dê SABEDORIA E DISCERNIMENTO para sabermos lidar e resolver os problemas que já temos e todos aqueles que com certeza virão, afinal, a nossa vida é assim mesmo, CHEIA DE DESAFIOS!

Então é isso.....que tenhamos disposição, força e coragem para enfrentar os novos tempos que virão!

Um grande abraço a todos...............e até para o ano...... 

INTENÇÃO E CONFIANÇA......

CA76U9NJ.jpgUm homem sentado na calçada tinha uma placa que dizia assim: 

"Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado."

Alguns passantes o olhavam intrigados, outros o achavam doido e outros até davam-lhe dinheiro. Todos os dias, antes de dormir, ele contava dinheiro e notava que a cada dia a quantia era maior. 

Numa bela manhã, um importante e arrojado executivo, que já o observava há algum tempo, aproximou-se e lhe disse: 

- Você é muito criativo! Não gostaria de colaborar numa campanha da empresa? 

- Vamos lá. Só tenho a ganhar! - respondeu o mendigo. 

Após um caprichado banho e com roupas novas, foi levado para a empresa. 

Daí para frente sua vida foi uma seqüência de sucessos e a certo tempo ele tornou-se um dos sócios majoritários. 

Numa entrevista coletiva à imprensa, ele esclareceu de como conseguira sair da mendicância para tão alta posição. 

Contou ele: 

- Bem, houve época em que eu costumava me sentar nas calçadas com uma placa ao lado, que dizia: 

"Sou um nada neste mundo! Ninguém me ajuda! Não tenho onde morar! Sou um homem fracassado e maltratado pela vida! Não consigo um mísero emprego que me renda alguns trocados! Mal consigo sobreviver!" 

As coisas iam de mal a pior quando, certa noite, achei um livro e nele atentei para um trecho que dizia: 

"Tudo que você fala a seu respeito vai se reforçando. Por pior que esteja a sua vida, diga que tudo vai bem. Por mais que você não goste de sua aparência, afirme-se bonito. Por mais pobre que seja você, diga a si mesmo e aos outros que você é próspero." 

- Aquilo me tocou profundamente e, como nada tinha a perder, decidi trocar os dizeres da placa para: 

"Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado." 

- E a partir desse dia tudo começou a mudar, a vida me trouxe a pessoa certa para tudo que eu precisava, até que cheguei onde estou hoje. Tive apenas que entender o Poder das Palavras. O Universo sempre apoiará tudo o que dissermos, escrevermos ou pensarmos a nosso respeito e isso acabará se manifestando em nossa vida como realidade. Enquanto afirmarmos que tudo vai mal, que nossa aparência é horrível, que nossos bens materiais são ínfimos, a tendência é que as coisas fiquem piores ainda, pois o Universo as reforçará. Ele materializa em nossa vida todas as nossas crenças. 

Uma repórter, ironicamente, questionou: 

O senhor está querendo dizer que algumas palavras escritas numa simples placa modificaram a sua vida? 

Respondeu o homem, cheio de bom humor: 

- Claro que não, minha ingênua amiga! Primeiro eu tive que acreditar nelas! 

Enviada por: Edeli Arnaldi

Pág. 1/34