Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

estrategiaeexcelencia

estrategiaeexcelencia

DOUTORAS.......

A-MULHER-e-a-Burca.jpgOlá amigos (as) leitores (as), seguidores ou simplesmente visitantes casuais deste simples blog....

Hoje, dia 8 de Março, considera-se o DIA INTERNACIONAL DA MULHER!

Como todos aqueles que me conhecem sabem muito bem, NÃO SOU ADEPTO a estas datas comemorativas, afinal, como já disse outra vez, TODAS AS DATAS comemorativas (dia da mulher, do índio, do negro, da criança,  etc,etc,etc.....) vem sempre acompanhado de uma longa e triste história de tiranias e injustiças....mas enfim, a vida segue........ 

Mas antes que alguém diga que sou insensível, quero pelo menos dedicar a TODAS as mulheres que conheço um texto (que inclusive faz parte do meu livro REFLEXÕES) onde fala da importância que VOCÊS MULHERES tem em nossas vidas!

Espero que o aprovem.....

“Doutoras”

Certo dia, uma mulher chamada Anne foi renovar a sua carteira de motorista.

Quando lhe perguntaram qual era a sua profissão, ela hesitou. Não sabia bem como se classificar.

O funcionário insistiu: "O que eu pergunto é se tem um trabalho." "Claro que tenho um trabalho"; exclamou Anne. "Sou mãe".

"Nós não consideramos isso um trabalho. Vou colocar dona de casa", disse o funcionário friamente.

Uma amiga sua, chamada Marta soube do ocorrido e ficou pensando a respeito por algum tempo.

Num determinado dia, ela se encontrou numa situação idêntica.

A pessoa que a atendeu era uma funcionária de carreira, segura, eficiente.

O formulário parecia enorme, interminável. A primeira pergunta foi. "Qual é a sua ocupação?"

Marta pensou um pouco e sem saber como, respondeu: "Sou doutora em desenvolvimento infantil e em relações humanas".

A funcionária fez uma pausa e Marta precisou repetir pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas. Depois de ter anotado tudo, a jovem ousou indagar; "Posso perguntar o que é que a senhora faz exatamente?"

Sem qualquer traço de agitação na voz, com muita calma, Marta explicou: "Desenvolvo um programa à longo prazo, dentro e fora de casa". Pensando em sua família, ela continuou: "Sou responsável por uma equipe e já recebi quatro projetos. Trabalho em regime de dedicação exclusiva. O grau de exigência é de 14 horas por dia, as vezes até 24 horas!"

A medida que ia descrevendo suas responsabilidades, Marta notou o crescente tom de respeito na voz da funcionária, que preencheu todo o formulário com os dados fornecidos. Quando voltou para casa, Marta foi recebida por sua equipe: uma menina com 13 anos, outra com 7 e outra com 3. Subindo ao andar de cima da casa, ela pôde ouvir seu mais novo projeto, um bebê de 6 meses, testando uma nova tonalidade na voz. Feliz, Marta tomou o bebê nos braços e pensou na glória da maternidade, com suas multiplicadas responsabilidades e horas intermináveis de dedicação..."Mãe, onde está meu sapato? Mãe, me ajuda com a lição de casa? Mãe, o bebê não para de chorar! Mãe, você me busca na escola? Mãe, você vai assistir minha dança? Mãe, você compra? Mãe..."

Sentada na cama, Marta pensou: "Se ela era doutora em desenvolvimento infantil e em relações humanas, o que seriam as avós?"

E logo descobriu um título para elas: Doutoras-sênior em desenvolvimento infantil e relações humanas!

As bisavós: doutoras executivas sênior.

As tias: doutoras assistentes!

E todas as mulheres, mães, esposas, amigas e companheiras: doutoras na arte de fazer a vida melhor!

Num mundo em que se dá tanta importância aos títulos, em que se exige sempre melhor especialização na área profissional, TORNE-SE UM (A) ESPECIALISTA NA ARTE DE AMAR!!

Em conclusão queridas amigas e leitoras, vai aqui um conselho:

"Não se preocupe por não poder dar aos seus filhos o melhor de tudo...dê a eles o seu melhor!"

E aos meus amigos, só um lembrete:

"VALORIZEM AS MULHERES DE SUA VIDA"!!

VOCÊ SABIA?

images (2).jpg

 

Vamos então para mais algumas curiosidades interessantes? 

 - De onde vem o arrastar do "s" do sotaque carioca?

As diversas regiões do Brasil receberam diferentes influências lingüístcas - indígenas, africanas, italianas, etc. - conforme o contexto histórico em que se inseriram. No caso do Rio de Janeiro, por ter se tornado a capital no início do século XIX, recebeu uma imensidão de portugueses (na época, 16 mil pessoas, sendo que havia não mais do que 50 mil habitantes no local). Foi então que chegou à cidade o hoje tão característico chiado do "s" (típico também dos portugueses).

 - É verdade que aqui no Hemisfério Sul a água desce pelo ralo sempre no sentido anti-horário e no hemisfério norte acontece o inverso?

Sim. No Hemisfério Sul, a água desce pelo ralo sempre no sentido anti-horário. Se estivéssemos no hemisfério norte, o turbilhão viraria para o lado oposto. A explicação para este fenômeno foi dada pelo matemático francês Gaspard Gustave de Coriolis (1792-1843). Ele observou que o percurso dos objectos sofre um leve desvio em sistemas de rotação uniforme, como a Terra. Nosso planeta gira do oeste para o leste, mas sua velocidade rotacional é muito mais lenta nas extremidades. Por causa disso, um objeto que se desloca dos pólos para o Equador tenderá a mudar sua trajetória um pouco para oeste. No norte, isto significa virar à direita e no sul, à esquerda.

 - O que significa a sigla R.I.P, usada em caixões e cemitérios estrangeiros?

O R.I.P. presente em cemitérios de alguns países de língua inglesa são as iniciais da frase “Rest in Peace”, que significa descanse em paz. Em inglês, a palavra rip também pode ser um substantivo – denotando fenda ou corredeira de água. Empregada como verbo, rip significa rasgar, cortar ou serrar.

 - Por que o toureiro balança uma bandeira vermelha para o touro?

A bandeira tem o nome de "muleta". Ela serve para incitar o touro ao ataque e para guiar sua direção. A cor vermelha é só uma tradição, porque os touros não distinguem as cores. 

 - Por que, nas propagandas, os relógios sempre marcam a hora 10h10?

Apaixonado pelas relações do homem com o tempo, o engenheiro eletrônico norte-americano Gordon Uber lançou essa discussão em meio a curadores de museus de relógios e colecionadores e obteve algumas explicações para a tão freqüente marcação de 10h10. Para ele, o costume foi adotado por causa da agradável simetria gerada pelos ponteiros. “Observando os catálogos da empresa Seth Thomas, percebi que houve uma caminhada rumo à simetria, de 1878 a 1940”, comenta. Além da simetria e da aparência agradável, surgiu em sua discussão o fato de os ponteiros em 10h10 formarem um sorriso no relógio – ao passo que a marcação também simétrica de 8h20 mostraria uma boca triste. Finalmente, são muitas as marcas que trazem o logotipo logo acima do ponto central do relógio – neste caso, os ponteiros em 10h10 emolduram a marca, gerando um movimento natural dos olhos das pessoas para ela. 

 - Como funciona o eco?

Quando uma onda sonora encontra uma barreira, ela reflete-se, voltando para o local de onde veio. Dessa forma nasce o eco, límpido se o som emitido for breve e se as ondas sonoras, mais ou menos, a superfície refletora. As impressões sonoras persistem no ouvido durante um décimo de segundo. E só há eco quando a distância percorrida pelo som até o obstáculo é superior a 17 metros, sendo a velocidade do som no ar de 340 m/s.

É isso aí.....

Para a próxima semana, tem mais.......