Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

estrategiaeexcelencia

estrategiaeexcelencia

28.Set.16

A IMPORTÂNCIA DAS PLANTAS....

Vamos então continuar a falar das plantas e de como elas são úteis para nós?

Hoje conheceremos um poquinho mais do AGRIÃO!

transferir.jpg

Nome científico: Nasturtium officinale R. Br. 
Família: Brassicaceae. 
Sinônimos botânicos: Cardamine fontana Lam., Nasturtium fontanum (Lam.) Asch., Radicula nasturtium-aquaticum Britt. & Rendle, Rorippa nasturtium-aquaticum (L.) Hayek, Rorippa nasturtium Beck, Sisymbrium nasturtium-aquaticum L. 
Outros nomes populares: agrião-do-brejo, agrião-d’agua-corrente, agrião-da-europa, agrião-da-fonte, agrião-da-ponte, agrião-de-lugares-úmidos, agrião-oficinal, berro, cardamia-jontana, cardomo-dos-rios, mastruço-dos-rios, saúde-do-corpo. Cresson (francês), water-cress (inglês), crescione (italiano). 
Constituintes químicos: ácido ascórbico, ácido pantotênico, alanina, arginina, beta-caroteno, cobre, enxofre, ferro, fosfato, glicina, gluconasturtina, histidina, iodo, óleo essencial sulfo-azotado amargo e volátil (isosulfocyanato de allyla), potássio, taninos, pró-vitamina A, vitaminas A, C, B, K. 
Propriedades medicinais: adstringente, antiescorbútica, anti-icterícia, antiinflamatória, anti-séptica das vias respiratórias, antitérmica, antitussígena, béquica, cicatrizante, depurativa, descongestionante, desintoxicante, despigmentadora, digestiva, diurética, excitante, expectorante, fluidificante, fortalecedora dos cabelos, peitoral, restauradora, tônica. 
Indicações: abscessos, ácido úrico, amenorréia, anemia, anorexia, apetite (abrir), bócio, cabelos (caspa, fios e couro oleosos, fortalecer, quebradiços, estimular crescimento, evitar queda), cérebro (oxigenar), colecistite, colelitíase, colite (antiinflamatório), coração (debilidade, normalizar o ritmo), debilidade geral, dente (dor), depurativa, diabete, digestão (favorecer, laxativa, desordens), dismenorréia, dispepsia (com flatulência e azedume), diurético, escorbútica, escrofulose, estimulante, febre, feridas, fígado (disopilante, icterícia, problemas do), gengivas (fortalecer), hidropisia, intestino grosso (enfermidades), intestinos (atonia, catarro), memória (fortalecer), morféia, nicotina (antídoto, diminuir efeitos), pele (acnes, afecção, cansada, dermatose, descongestionar, frieiras, manchas, sardas, sem viço), pulmão (afecção brônquio-pulmonar, bronquite crônica, catarro, expectorante, tuberculose pulmonar), raquitismo, regular o equilíbrio hídrico do corpo, reumatismos, rins (anúria, uremia, litíase, pedras), salivação (aumentar), sarampo, secreções (aumentar), sífilis, sistema digestivo (irritado, inflamado, sangrando, colite ulcerativa), tabagismo, tônica, toxinas do corpo (limpar), transpiração (aumentar), unhas, varíola, vermes, vesícula (estase biliar), vias respiratórias (descongestionante), vias urinárias (cálculos, cistite). 
Parte utilizada: toda a planta. 
Contra-indicações/cuidados: mulheres no início da gestação. O agrião que cresce junto a águas paradas, pode transmitir tifo. 
Efeitos colaterais: pode causar irritações no estômago e nas vias urinárias de gestantes e em grandes quantidades pode provocar aborto. 
Modo de usar: xarope, suco ou in natura, na forma de saladas. 
- compressas: manchas, sardas, acnes, descongestionar a pele; 
- cremes, loções e compressas: frieiras nos pés, feridas, abscessos; 
- cataplasma: cicatrização, eczemas, úlceras escorbúticas, escrofulosas etc.; 
- decocção (único caso) de colherada de folhas frescas em uma xícara de água. Ferver, por três minutos, em fogo moderado, filtrar após dez minutos. Adicionar suco de limão, laranja ou tomate fresco. Beber em duas vezes, durante o dia: bronquite, depurativo, diurético; 
- folhas e talos frescos em saladas: afecções dos brônquios, anemia, bócio, diabetes, digestivo, elimina o excesso de ácido úrico, escorbuto; 
- infusão a frio de uma colher bem cheia de folhas e flores frescas em uma xícara de água. Deixar toda a noite. Espremer bem o agrião e filtrar. Beber a infusão pela manhã, em jejum; 
- infusão, extratos ou tintura: bronquite, febre, escrofulose, raquitismo, hidropisia, icterícia, cistite, colites, problemas do fígado, anúria, tosses catarrais, tuberculose pulmonar, uremia, bócio; 
- loção de 50 g de suco de agrião e 10 g de essência de amêndoas amargas: pele avermelhada devido ao vento ou ao sol;
- mastigar algumas folhas de agrião por dia, para ativar a salivação e reforçar as gengivas. 
- suco com mel ou suco de abacaxi: bronquite, tosse, catarros, tuberculose pulmonar, eliminar os efeitos do fumo nos pulmões; 
- suco puro, meio copo todos os dias: bronquite crônica; 
- suco: esmagar em um pilão uma grande porção de folhas e talo frescos, colocar em um pano limp, torcer e extrair todo o uso. Filtrar e consumir 40 g por dia: escorbuto, febre persistente, icterícia; 
- sopa (caldo verde), junto com outras ervas (tais como rúcula e couve); 
- xampus, máscaras, condicionadores: cabelos; 
- xarope de 250 gramas de agrião, uma clara de ovo e 350 gramas de açúcar. 

Agora que conhecemos um pouco mais desta incrível planta, nada como COMPARTILHAR....

27.Set.16

PLANTAS QUE PURIFICAM O AR....

babosa-aloe-vera.jpgINFORMAR! Esta é uma das funções deste blog....

Li um texto em um site muito interessante e como sempre, COMPATILHO COM VOCÊS:

As plantas são uma forma de controlar a qualidade do ar da sua casa ou do seu trabalho.  
Elas podem limpar o ar, eliminando toxinas e mofo, e criar um ambiente perfeito para a vida. 
Estas plantas agem como um filtro do ar. 
Elas purificam o ambiente, eliminando, por exemplo, toxinas de tintas, material de construção e poeira. 
Aqui está uma relação com seis plantas que você deve ter em sua casa para melhorar a qualidade do ar:
 
Babosa (Aloe vera) - Esta planta é ótimo para aumentar o nível de oxigênio em sua casa. 
Também absorve o dióxido de carbono, monóxido de carbono e formaldeído. Uma única planta babosa pode conseguir o que nove purificadores de ar podem.
 
Ficus-elástica, também conhecida como árvore-da-borracha ou falsa seringueira - Esta planta é muito fácil de manter, porque ele não precisa de muita luz. É eficaz quando se trata de livrar o ar de formaldeído. Esse composto é tido como cancerígeno e é utilizado em vários material de construção e também em móveis, vidros, espelhos, roupas e até no papel higiênico.
Mas tenha cuidado se você tiver crianças pequenas ou animais de estimação porque as folhas desta planta podem ser venenosas. 

seis_plantas_que_purificam_o_ar_-_cura_pela_nature

Hera (Hedera helix) - Todo mundo deve definitivamente ter esta erva em casa. Hera remove 60% ​​das toxinas no ar e 58% de partículas de coliformes fecais (sim, também circulam no ar) em seis horas. 

Clorofito (Chlorophytum comosum) - Esta planta tem a capacidade de fazer a fotossíntese sob a luz mínima. É excelente para absorver toxinas do ar, tais como o formaldeído, o estireno e monóxido de carbono, bem como poluentes derivados da gasolina. Apenas uma planta desta purifica efetivamente o ar em 200 metros quadrados de espaço. 

Espada-de-são-jorge (Sansevieria trifasciata) - Esta planta é quase indestrutível e é ótima para tê-la em casa. É muito resistente e precisa de muito pouca luz para a fotossíntese. Além de remover as toxinas, é ótimo para o quarto porque produz oxigênio durante a noite.
 
Lírio-da-paz (Spathiphyllum mauna) - É excelente para a remoção de toxinas químicas do ar. Esta planta filtra o ar, eliminando toxinas como formaldeído e tricloroetileno. A Nasa diz que você deve ter entre 15 e 18 dessas plantas em uma área de 500 metros quadrados. Ou seja, de 3 a 4 plantas, em média, é o suficiente para 80 metros quadrados de área. Não se esqueça de colocar uma das plantas em seu quarto, porque considerando as horas de sono diárias, você passa um terço do seu tempo lá. A espada-de-são jorge é perfeita para o quarto.
 
Fonte: livro "Plants: how they contribute to human health and well-being" ("Plantas, como elas contribuem para a saúde e o bem-estar"), de Bill Wolverton, engenheiro ambiental e ex-pesquisador da Nasa.
(Site original da matéria: 
http://www.curapelanatureza.com.br/post/11/2015/estas-plantas-sao-bombas-de-oxigenio-tenha-pelo-menos-uma-delas-para-purificar-o-ar-de)

Pág. 1/18