Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

estrategiaeexcelencia

estrategiaeexcelencia

04.06.13

Estudantes provam que as plantas morrem na presença de wi-fi

Publicado em 29 de Maio de 2013.

Cinco estudantes dinamarquesas realizaram uma experiência científica que originou resultados chocantes sobre os efeitos das radiações dos telemóveis nos seres vivos. O projecto foi inspirado pela própria constatação das jovens de que tinham dificuldades em dormir quando os aparelhos estavam perto das suas cabeças, durante a noite. Sem recursos para testarem os efeitos das radiações nos seres humanos, optaram por usar plantas. Elas encheram seis tabuleiros com sementes de agrião lepidium sativum e colocaram-nos numa sala, juntamente com dois routers sem fios que emitem o mesmo tipo de radiação que um telemóvel. Ao mesmo tempo, colocaram seis tabuleiros iguais numa sala sem wi-fi. A experiência durou 12 dias. Durante esse período, ambas as amostras foram mantidas húmidas e as suas temperaturas foram controladas. O resultado mostrou que o agrião exposto à radiação wi-fi se recusou a crescer, tendo a maior parte mesmo morrido. As plantas sem exposição à radiação permaneceram verdes e saudáveis. As jovens receberam um prémio a nível regional e um investigador do Karolinska Institute, na Suécia, já se mostrou interessado em recriar a sua pesquisa em laboratório. Este simples passo pode ajudar a dar os primeiros passos na preservação da saúde face aos avanços tecnológicos.

Esta noite vai mesmo querer dormir com o telemóvel na mesa-de-cabeceira e o router dentro do quarto?

Pág. 6/6

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub